Angélica chega aos 50 anos com cara de menina e nova fase profissional

Apresentadora ganhou homenagem no Domingão do Huck

Lúcia Corrêa
4 Min Read

Dia 30 de novembro Angélica completa 50 anos. A loira tem motivos de sobra para comemorar. Após três anos fora da tevê, ela estreia dia 26 de novembro, a série Angélica: 50 e Tanto. A produção será exibida no Fantástico, da TV Globo, no Globoplay e GNT. Para coroar a nova fase, neste domingo, a diva do “Vou de Táxi” recebeu homenagem do marido, no Linha do Tempo, do Domingão do Huck. Com a presença dos filhos e dos pais na plateia, Angélica não conteve as lágrimas em vários momentos.

- Continua após a publicidade -

A história de sucesso de Angélica começa em 1979, quando ganha um concurso de criança mais bonita do Brasil, no programa do Chacrinha, na Band. Logo depois, no final nos anos de 1980, já era a grande estrela da TV Manchete. Aos 12 anos, apresentava o programa Milk Shake e depois o Clube da Criança. Mas, como sua casa era na região do ABC paulista e os programas produzidos no estúdio da emissora de Adolpho Bloch, na Rua do Russel, bairro do Catete, no Rio de Janeiro, a menina ficava a semana toda hospedada no Hotel Novo Mundo, bem ao lado do prédio da rede. Um membro da família sempre acompanhava Angélica, que teve uma infância de muito trabalho e disciplina .

O tempo passou e a menina cresceu na mesma proporção de sua ascensão na carreira artística. Nos anos 1990, ela mudou de emissora, indo para o SBT. E depois migrou para a TV Globo, fez programa infantil e com o tempo foi para os adultos, em atrações como o Estrelas. No canal dos Marinho ela permaneceu até 2020, quando a produção do Simples Assim saiu do ar.

- Continua após a publicidade -

Passado, presente e futuro

Durante a homenagem no Domingão do Huck, Angélica viu toda a sua vida passar no telão do palco. O marido, Luciano, ainda contou algumas curiosidades da esposa no papel de mãe. Segundo ele, a apresentadora, preocupada em dar uma alimentação saudável para os filhos nas viagens da família, levava uma panela de pressão e fogareiro para fazer feijão para os filho nos hotéis em que se hospedava.
“Eles estão aí, hoje, bem saudáveis”, justificou Angélica, olhando para os rebentos na plateia do programa.

Logo depois, Angélica ainda entregou que os filhos a chamam de Dona Hermínia, em alusão à personagem do filme Minha Mãe é Uma Peça, inspirada em Dona Déia, mãe do saudoso ator Paulo Gustavo.

- Continua após a publicidade -

Mas, o programa dedicado à Angélica ainda contou com a apresentação da banda J. Quest, que tocou no casamento dela com Huck, cantando músicas que inspiraram o romance do casal, como “Amor Maior”.
Luciano Huck ainda lembrou do acidente de avião, no qual estava com Angélica e os filhos, e o quanto a apresentadora se espiritualizou com o episódio, do qual todos saíram ilesos.

Um ponto alto do programa foi a apresentação no palco de Eva, filha de Huck e Angélica. Vestida de Fada Bela, personagem de Angélica na novelinha Caça Talentos, exibida dentro do programa Angel Mix, a menina cantou, dançou e mostrou ter talento como os pais.

- Continua após a publicidade -

Assim, para vender o peixe da esposa, Luciano falou da estreia dela na série Angélica: 50 e Tanto, que será exibido no Fantástico, GNT e Globloplay, com entrevistas feitas com famosas.

E fechando a homenagem que a emocionou em vários momentos, Angélica concluiu: “Tenho muito orgulho da minha história e hoje confirmei esse orgulho”, acrescentando: “É a realização de um sonho ver meus filhos vendo a minha história.”

- Continua após a publicidade -

Inscreva-se

Compartilhe essa publicação
Comentários

Deixe uma resposta