3ª Temporada de The Morning Show aborda racismo na mídia

Ana Giardini
3 Min Read
3ª temporada de The Morning Show aborda o racismo e diferença salarial na TV
3ª temporada de The Morning Show aborda o racismo e diferença salarial na TV

A série The Morning Show, desde sua estreia, tem como proposta abordar temas delicados, mas, infelizmente, ainda rotineiros para aquelas que convivem com os bastidores da mídia. Assim como nas primeiras, esta temporada não fica de fora do mote principal da ficção, apesar de dividir o enredo com outras tramas paralelas. Na 3ª temporada, usando como pano de fundo a guerra na Ucrânia e a negociação bilionária da rede, os temas sobre racismo e diferença salarial ganham espaço na série.

- Continua após a publicidade -

Depois de sobreviver a pandemia de Covid-19, a UBA enfrenta dificuldades financeiras que se intensificaram após o investimento no serviço de streaming da rede. Cory Ellison (Billy Crudup), CEO da emissora, tenta negociar a venda da UBA com Paul Marks, um empresário da tecnologia que acaba de lançar o primeiro voo tripulado do foguete suborbital Hyperion One, transmitido ao vivo, em comemoração aos 20 anos do programa matutino. Em meio as negociações, um ataque hacker à emissora expões os segredos de todos os envolvidos na companhia, incluindo os motivos da contratação de Chris Hunter (Nicole Beharie) para a bancada do The Morning Show e as diferenças salariais entre a equipe de produção.

Apesar do tema ser de extrema importância e amplamente abordado no segundo e terceiro episódio recém-lançados, o assunto parece se perder no episódio seguinte. A trama sobre a negociação da emissora e o interesse de Alex Levy (Jennifer Aniston) de fazer parte do conselho da rede pesam muito mais do que o preconceito exposto. Na verdade, o fato acaba sendo um trampolim para que Cybil Richards (Holland Taylor), presidente do conselho, seja afastada para que as negociações de venda da rede sejam concretizadas.

- Continua após a publicidade -
3ª temporada de The Morning Show aborda o racismo e diferença salarial na TV
3ª temporada de The Morning Show aborda o racismo e diferença salarial na TV

A série, em geral, consegue abordar muito bem questões sociais como misoginia, abusos e o complicado jogo de ego que existem nesse universo televisivo, mas perde a mão ao passar batido num tema importante, que merece mais repercussão e debate. Esta semana será lançado o quinto episódio, meio da temporada. Vamos aguardar e ver quais serão os rumos do assunto e como serão repercutidos nesta nova fase da série.

Inscreva-se

Compartilhe essa publicação
Formada em Comunicação Social com foco em Rádio e Televisão pela Faculdade Cásper Líbero, com aperfeiçoamento em Produção pela New York Film Academy. Atuante dá área de entretenimento com passagem por programas de variedades, musical e ficcional, entre eles a implantação do programa Faustão na Band.
1 Comment

Deixe uma resposta