Descarte incorreto de lixo é tema de reportagem

Lúcia Corrêa
2 Min Read
Reprodução/TV Aparecida

Quem ainda não parou para questionar para onde vai tanto lixo que as pessoas descartam diariamente? E não é novidade que o descarte incorreto é um dos grandes vilões da sustentabilidade porque muito pouco se faz em termos de reciclagem. E é neste contexto que será conduzido o Arquivo A desta quinta-feira (14/9), às 21h30. O programa da TV Aparecida vai falar sobre os problemas causados pelo descarte incorreto de lixo e as soluções ambientais para amenizar o impacto da poluição.

- Continua após a publicidade -

A reportagem do Arquivo A vai abordar pontos como o lixo hospitalar, sólido e eletrônico, além do descarte irregular, reciclagem e formas de diminuir a produção de resíduos.

A produção se baseia no fato de que nunca foi produzido tanto lixo no mundo como hoje, são aproximadamente dois bilhões de toneladas por ano. A reportagem de Leandro Oliveira ainda fala sobre a produção de lixo durante a pandemia de COVID-19, tanto de plásticos vindos de embalagens de comida e produtos, como pelo lixo hospitalar, por conta dos kits de teste para o vírus e depois a vacinação mundial. Entre seringas, agulhas, caixas de segurança, foram geradas 144 mil toneladas de resíduos globalmente.

- Continua após a publicidade -

Outro destaque será a coleta e tratamento do lixo do Santuário Nacional de Aparecida, onde são produzidos em média 137 toneladas de resíduos por mês. O material orgânico é responsável pela maior parte do lixo produzido no Santuário, cerca de 140 toneladas mensais. O repórter vai entrevistar pessoas responsáveis pelo setor de Conservação e Meio Ambiente.

E ainda será mostrado um local em São José dos Campos que coleta resíduos eletrônicos, sendo o Brasil o país que mais produz lixo desse material na América Latina. A Orquestra de Sucata, que leva educação ambiental e música para escolas de todo o país há nove anos. E também a cidade de Ubatuba, no litoral norte paulista, para mostrar os problemas causados pelos plásticos descartados nas praias.

- Continua após a publicidade -

 

 

- Continua após a publicidade -

Inscreva-se

Compartilhe essa publicação
Comentários

Deixe uma resposta