CNN Brasil muda organização, diminui chefias e unifica plataformas

Novo organograma vai simplificar processo e trabalho

José Armando Vannucci
José Armando Vannucci - José Armando Vannucci
2 Min Read
CNN Brasil enfrenta crise

O mês de novembro promete fortes emoções na CNN Brasil. É que o canal colocará em prática seu novo modelo de produção jornalística. A ideia dar “maior sinergia entre os times e ganho de produtividade e eficiência, para que tenhamos uma produção de fato unificada em todas as plataformas”, destaca o comunicado assinado pelo VP de jornalismo, Virgílio Abranches. Ele está no cargo deste julho e, neste período, desenvolveu o novo organograma do canal de notícias.

- Continua após a publicidade -

O departamento de jornalismos terá em duas diretorias: Givanildo Menezes, em São Paulo; Daniel Rittner, em Brasília. Toda a estratégia jornalística e editorial da empresa em São Paulo, onde está a base de produção, ficará com Menezes. Rittner também terá essas funções, mas seu papel principal será focar nas coberturas da política e economia. Abaixo dos dois, ficarão Ellen Nogueira e Márcio Pinheiro, que passam a ocupar as chefias de redação em São Paulo. Os dois cuidarão de toda operação diária da CNN Brasil em todas as plataformas. Ou seja, chefias de outras plataformas deixarão de existir.

Novos núcleos

O projeto desenvolvido e anunciado por Virgílio Abranches prevê uma reorganização dos núcleos de produção jornalística, que passarão a ser divididos em seis editorias: Política, Economia, Internacional, Geral, Esportes e Conteúdos Especiais. “Estes núcleos abastecerão todas as plataformas e responderão diretamente aos chefes de redação”, destaca o comunicado. Todos os funcionários deverão aguardar o desenho dos novos processos e fluxos de trabalho.

- Continua após a publicidade -

Virgílio Abranches também afirma no comunicado que não haverá mudanças na grade da CNN Brasil, pelo menos até o final do ano. “Vamos viver uma fase de transição que exigirá de todos nós um pouco de paciência. Neste período de adaptação, vamos seguir abertos às sugestões e contribuições de vocês para que possamos trabalhar da maneira mais eficiente possível”, escreveu.

Compartilhe essa publicação
Comentários

Deixe uma resposta