Emissora de TV desmonta toda sua estrutura para transmitir ao vivo o futebol

No início da TV era necessário levar os equipamentos do estúdio para o estádio

José Armando Vannucci
José Armando Vannucci - José Armando Vannucci
2 Min Read

As transmissões esportivas são uma das marcas da televisão brasileira e, com cada vez com mais recursos tecnológicos e ângulos diferenciados. Responsáveis por audiências expressivas e por boa parte do faturamento das emissoras, os direitos dos campeonatos regionais, Brasileirão e Copa do Brasil valem muito dinheiro e disputados. Mas, não foi sempre assim.

- Continua após a publicidade -

No começo da televisão no Brasil as transmissões eram feitas praticamente de graça, sem o desembolso de nenhuma verba aos times. A primeira partida exibida ao vivo foi entre São Paulo e Palmeiras, no Estádio Municipal do Pacaembu, no dia 15 de outubro de 1950.

Para a ousadia entrar no ar foi necessária uma verdadeira operação de guerra para tirar o equipamento de micro-ondas do Sumaré, levá-lo até o estádio, montá-lo na torre de iluminação, desmontá-lo enquanto a Tupi fazia um longo intervalo com o logotipo da emissora e colocá-lo novamente na sede da empresa a tempo do programa seguinte começar no horário acertado com o patrocinador, o “Caçula da Antarctica”.

- Continua após a publicidade -

Anos mais tarde, a Record colocou no ar ao vivo uma partida de futebol realizada fora de São Paulo. E isso só foi possível graças a uma série de torres com antenas para que o sinal chegasse até a sede da emissora, no bairro do Sumaré, na capital paulista.

Atualmente, as emissoras já negociam os direitos do campeonato brasileiro do ano que vem, com times representados por duas ligas de clubes esportivos.

- Continua após a publicidade -

Esta e muitas outras histórias da Tv estão no livro Biografia da Televisão Brasileira, que eu escrevi junto com Flávio Ricco.

LEIA MAIS

- Continua após a publicidade -
Compartilhe essa publicação
Comentários

Deixe uma resposta